Dieta do tipo sanguíneo

Dieta do tipo sanguíneo
Mulher a medir barriga

Inicialmente desenvolvida nos anos 80, a Dieta do Tipo Sanguíneo tem sido alvo de vários estudos e melhoramentos para ajudar, quem quer perder peso de forma definitiva, a fazê-lo de forma saudável e informada. Só precisa de saber qual o seu tipo de sangue.

Tipo O

Este é o grupo sanguíneo mais comum e é sinónimo de um metabolismo lento, o que significa que quem pertence ao grupo do Tipo O – também conhecidos por “carnívoros” – tem tendência para engordar. À mesa, deve privilegiar a carne vermelha, os vegetais, as nozes e sementes, sem esquecer o peixe; limitando o consumo de fruta porque o organismo armazena muito facilmente os seus açucares. Para perder peso, deve evitar os cereais e lacticínios (ver lista completa de alimentos a evitar abaixo) e praticar modalidades desportivas como natação ou caminhar.

O que deve ingerir: carne vermelha, carne de frango, cavala, manteiga, queijo e iogurtes (provenientes do leite de cabra) e leite (proveniente do leite de ovelha); ovos de galinha e de pato; azeite, óleo de linhaça, sésamo, colza e de noz; amêndoas, avelãs, noz de macadâmia, noz-pecã, pinhões, nozes e sementes de linhaça; cereais integrais, trigo-sarraceno, milho painço, aveia, quinoa, arroz, centeio, tapioca e espelta (trigo vermelho); soja; todo o tipo de vegetais e fruta (excepto aquelas mencionadas abaixo).

O que deve evitar: porco, codorniz, polvo, lula, paloco, manteiga, queijo, iogurtes e leite (provenientes do leite de vaca); ovos de ganso e de codorniz; óleo de girassol, milho, amendoim, gérmen de trigo e de soja; noz do Brasil, pistácio, caju, castanhas, sementes de girassol e de papoila; cereais brancos, de milho e de cevada; lentilhas, feijão vermelho e de manteiga; azeitonas pretas, alcaparra, couve-flor, pepino, alho-francês, cogumelos e batatas; abacate, melão, amoras, coco, quivi, bananas, laranjas e clementinas.

Tipo A

Igualmente comum, este grupo sanguíneo, que também é conhecido como os “vegetarianos”, é extremamente susceptível ao stress, o que tanto pode levar as pessoas a procurarem conforto na comida, como evitá-la por completo. A verdade é que ambas as situações interferem com os hábitos alimentares saudáveis e, naturalmente, com o peso. Quem tem sangue Tipo A deve reduzir o consumo de carne, leite de vaca e ovos e aumentar o consumo de peixes gordos (caso do salmão), soja, nozes e sementes, cereais, fruta e vegetais. Para acelerar a perda de peso deve optar por um tipo de exercício físico mais relaxante, caso da meditação, ioga ou pilates.

O que deve ingerir: frango, peru, avestruz e galinha pintada; bacalhau, salmão, sardinhas, truta, cavala, badejo e tamboril; queijo feta, mozzarella, ricotta, queijo e leite (provenientes do leite de cabra), iogurtes (proveniente do leite de vaca, cabra e ovelha); ovos; azeite, óleo de linhaça, de noz, sésamo, girassol, colza e gérmen de trigo; noz do Brasil, pistácio e caju; cereais de trigo e farelo de trigo; grão-de-bico, lentilhas, feijão vermelho, feijão frade e de manteiga; todo o tipo de vegetais e fruta (excepto aquelas mencionadas abaixo).

O que deve evitar: bife, porco, vitela, pato, ganso, borrego, carneiro, faisão e carnes de caça; marisco, salmão fumado, polvo, enguia, anchova, linguado, arenque, escamudo, alabote, garoupa, solha, pargo e peixe-vermelho; manteiga, leite e outros lacticínios provenientes do leite de vaca; óleo de milho e de amendoim; beringela, couve-repolho, tomates, alcaparra, ruibarbo, pimentos, chili, azeitonas pretas, batatas e batata-doce; bananas, manga, papaia, melão, coco, laranjas e clementinas.

Tipo B

Os omnívoros, como são conhecidas as pessoas que pertencem ao grupo sanguíneo Tipo B, têm um dos tipos de sangue mais raros. Apesar de ser tolerante à lactose e de gozar de um excelente metabolismo, terá de ter alguns cuidados porque, tal como o Tipo A, o stress tanto pode fazer-lhe engordar como emagrecer. Para assegurar uma perda de peso significativa, certifique-se que cada refeição é composta por proteínas, hidratos de carbono e vegetais… sem esquecer a prática regular de exercício físico.

O que deve ingerir: bife, vitela, peru, borrego, carneiro, avestruz, faisão e carne de caça; bacalhau, salmão, solha, alabote, cavala e esturjão; queijo fresco, queijo feta, mozzarella, leite e iogurtes (provenientes do leite de vaca); leite e queijo (provenientes do leite de cabra); ovos de galinha apenas; azeite, óleo de linhaça, de noz e gérmen de trigo (evite os restantes tipos de óleo); amêndoas, nozes, noz de macadâmia, noz-pecã, noz do Brasil, castanhas e sementes de linhaça; trigo (qualquer produto com base na farinha branca), milho painço, aveia, quinoa, arroz e espelta (trigo vermelho); grão-de-bico, lentilhas, feijão preto e soja; todo o tipo de vegetais e fruta (excepto aquelas mencionadas abaixo).

O que deve evitar: frango, pato, ganso, codorniz, galinha pintada, perdiz e porco; anchova, enguia, polvo, escamudo, pargo, amêijoa, sapateira, lavagante, moluscos e gambas; queijo azul; avelãs, pinhões, amendoins, pistácio, caju, sementes de girassol, de sésamo e de papoila; cereais integrais, trigo-sarraceno, trigo de milho, trigo de centeio e tapioca; azeitonas, rabanetes, alcachofra, milho doce, abóbora e tomates; abacate, dióspiro, coco, romã, carambola e figos indianos.

Tipo AB

O mais raro dos 4 grupos sanguíneos, o Tipo AB é igualmente conhecido como o grupo dos “sortudos”, isto porque podem comer praticamente de tudo, desde que estejam atentos ao seu organismo. No entanto, deve ter o cuidado de ingerir proteínas de fácil digestão (legumes, peixe e soja); reduzindo o consumo de carne gorda e de produtos lacticínios. Para acelerar qualquer programa de emagrecimento, as pessoas com sangue Tipo AB devem eliminar o trigo da sua dieta alimentar, substituindo-o por outros cereais; aumentar o consumo de fruta; e optar por comer várias pequenas refeições ao longo de todo o dia; sem esquecer, como é óbvio, a prática de exercício físico.

O que deve ingerir: peru, avestruz, faisão, borrego, carneiro e fígado; bacalhau, salmão, sardinha, atum, cavala, tamboril e lúcio; produtos lacticínios fermentados, queijo feta e leite de cabra; ovos de galinha, ganso e codorniz; azeite, óleo de linhaça, de noz, de amendoim, de soja, de colza e gérmen de trigo; amêndoas, noz do Brasil, caju, amendoins, noz de macadâmia, castanhas, noz-pecã, pinhões, pistácio, nozes e sementes de linhaça; trigo, cevada, trigo de centeio, milho painço, aveia, arroz, arroz selvagem, quinoa e espelta (trigo vermelho); soja, alcachofra, chili, pimentos, alcaparra, rabanetes, ruibarbo e azeitonas pretas; todo o tipo de fruta (excepto aquelas mencionadas abaixo).

O que deve evitar: bife, vitela, frango, galinha pintada, pato, ganso, perdiz e carnes de caça; anchova, enguia, polvo, truta, badejo, linguado, alabote, pargo, solha, peixe-vermelho, escamudo, amêijoa, sapateira, lavagante, moluscos, ostras e gambas; manteiga, queijo brie, queijo camembert, queijo azul, queijo parmesão e leite de vaca; ovos de pato; óleo de sésamo, milho e girassol; avelãs, sementes de girassol, sésamo e de papoila; trigo-sarraceno, trigo de milho e tapioca; feijão encarnado, feijão preto, favas e grão-de-bico; abacate, banana, coco, laranjas, amoras, manga, goiaba, dióspiro, romã, marmelos, carambola e figos.

Classifique o artigo

Average: 2.9 (15 votos)
Comentários (0)

Add comment

Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários