5 dicas para ajudar a contar calorias

5 dicas para ajudar a contar calorias
Panela com massa

Não há volta a dar, ao iniciar uma dieta temos que fazer mudanças no estilo de vida e nos hábitos alimentares, precisamos de muita determinação e força de vontade para alcançar a perda de peso desejada. E porque perder peso implica reduzir o número de calorias consumidas, também a contagem de calorias passa a fazer parte dessa nova rotina. No entanto, esta é uma tarefa que pode revelar-se difícil e até pouco motivadora, por isso, qualquer ajuda nesse sentido é sempre bem-vinda!

1. Ler os rótulos dos alimentos

Para quem está a seguir uma dieta de contagem de calorias, saber o valor calórico dos alimentos é essencial. Atualmente, a grande maioria dos produtos encontrados nos supermercados possui uma tabela nutricional que discrimina detalhadamente o número da calorias, a quantidade de gorduras e hidratos de carbono que contém. Além disso, não é difícil encontrar livros, revistas e sites com essas informações, para que se possa ter uma noção exata do que deve fazer parte do plano alimentar e qual a quantidade permitida.

2. Aproveitar o computador

Hoje em dia, não há nada que não se possa fazer na Internet, inclusive controlar a dieta e o seu progresso. Existem inúmeros sites e apps especificamente direcionadas para dietas e emagrecimento, que ajudam a calcular a ingestão calórica através da inserção de alguns dados referentes à rotina diária e aos alimentos ingeridos. Isso permite que se possa ter um maior controle de todas as calorias que já foram consumidas e dos alimentos que ainda se podem comer – um aliado precioso para registar os sucessos e fracassos da dieta, assim como a sua evolução. Este método é particularmente útil quando os alimentos desejados não dispõem de um rótulo com a composição e informações nutricionais ou quando se come fora. Para além disso, torna-se mais rápido do que fazer cálculos de todas as calorias que foram ingeridas, especialmente quando se está a iniciar uma dieta e é necessário aligeirar este novo lifestyle.

3. Comprar uma balança

Existem balanças específicas que podem tornar a vida das pessoas que estão a fazer dieta muito mais fácil. Como? Não só pesam os alimentos, como apresentam detalhes nutricionais precisos sobre os mesmos: quantidade de calorias, gorduras, fibras e hidratos de carbono… perfeito para quem precisa de analisar detalhadamente cada refeição e controlar exatamente tudo que ingere. Se já possui uma balança de cozinha tradicional, esta também cumpre perfeitamente os propósitos: primeiro pesa o alimento desejado e depois é só verificar o teor calórico do mesmo na tabela nutricional. Em qualquer um dos casos, uma das principais vantagens de uma balança de cozinha é saber sempre a quantidade exata dos alimentos, sem ter que fazer estimativas de valores, muitas vezes com medo de errar para mais ou para menos.

4. Manter um diário alimentar

Manter um diário alimentar, onde se regista tudo aquilo que se comeu ao longo do dia, todos os dias, não só é uma forma eficiente de contar e controlar calorias, como também é um incentivo para não desistir da dieta. Um diário alimentar tem informação valiosa: é possível, por exemplo, ver em que alturas a perda de peso foi maior e, consequentemente, quais os alimentos/menus que contribuíram positivamente para o processo de emagrecimento e repeti-los ou então fazer pequenos ajustes. Para além disso, ao ter um registo diário como este, torna-se mais fácil ver a quantidade de calorias de cada alimento, sem ter de estar constantemente a pesquisar os rótulos ou as tabelas nutricionais sempre que vai comer alguma coisa. Um registo contínuo como aquele que se consegue com um diário alimentar também vai acabar por permitir memorizar o número de calorias dos alimentos favoritos e, nesse sentido, contar calorias torna-se mais rápido e mais fácil.

5. Não desprezar as refeições pré-cozinhadas

Ainda que não devam ser um hábito à mesa, uma vez que são menos saudáveis do que aquelas confecionadas em casa, por vezes, as refeições prontas podem ser boas alternativas na luta contra a balança. Para além de também existirem em formato light, normalmente este tipo de refeição apresenta a quantidade exata de calorias na embalagem, o que torna mais fácil contabilizá-las. Se e quando recorrer a uma refeição pré-cozinhada, procure sempre as refeições com baixo teor de sódio e de gordura e maior teor em proteínas, vitaminas e fibras, fazendo assim uma escolha mais saudável.

6. Motivação extra

  • Antes de iniciar uma dieta, estabeleça uma meta realista – metas muito ambiciosas podem gerar frustração porque os resultados demoram a aparecer; e até mesmo desmotivação, levando ao abandono da dieta. Conseguir pequenas e repetidas vitórias que asseguram a motivação é sempre melhor do que ficar à espera de um resultado gigante e quase impossível, que leva quase sempre à desistência.
  • Numa dieta, queimar calorias é tão importante quanto reduzir a ingestão calórica, por isso, deixe que o seu corpo trabalhe a favor do emagrecimento: aumente o seu gasto calórico e acelere o metabolismo através de pequenas mudanças de hábitos e da inclusão de exercício físico diário na sua vida. Assim, vai poder não só desfrutar de uma perda de peso mais rápida, como também de muitos benefícios em termos de saúde.
  • Não se torne obsessivo no que toca à contagem de calorias. De forma a assegurar o seu sucesso, é sempre muito importante levar a sério qualquer dieta e regime alimentar, mas não se deixe escravizar por ele, nem se torture se um dia cometer algum deslize. Conte calorias e controle a alimentação, mas não deixe de aceitar um convite para ir a um restaurante porque não sabe quantas calorias vão estar no prato, nem recuse um petisco em casa de amigos porque tem medo de ultrapassar o número de calorias aceitável. É preciso encontrar o equilíbrio certo…

Classifique o artigo

Average: 4.7 (13 votos)
Comentários (0)

Add comment

Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários